Home Notícias Prefeituras da PB pagaram mais de 12,3 milhões a ‘empresas fantasmas’

Prefeituras da PB pagaram mais de 12,3 milhões a ‘empresas fantasmas’

5 primeira leitura
0
0
442

Obras foram contratadas em todas as regiões do Estado. Fraudes foram descobertas pelo MPF

As investigações da ‘Operação Recidiva’, realizada pelo Ministério Público e Polícia Federal no Sertão do Estado, revelam que nos últimos anos prefeituras paraibanas pagaram mais de R$ 12,3 milhões a empresas investigadas por fazerem parte de um ‘esquema’ de desvios de recursos públicos e apontadas como ‘fantasmas’ pelo MPF. Os dados estão disponíveis no Sagres, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB).

As empresas são do ramo da construção civil e ganharam contratos em 18 prefeituras por obras em escolas, postos de saúde e ginásios esportivos, por exemplo. As construtoras Millenium LTDA, Melf Construtora LTDA e M & M Construção LTDA (Naipe Construtora – nome fantasia) teriam sido usadas, segundo o MPF, para fraudar licitações que ocorreram entre os anos de 2007 e 2018.

Em um dos casos, a dona da construtora Millenium era uma jovem de 19 anos. A empresa recebeu R$ 3,7 milhões em contratos, mas a proprietária nunca participou da execução das obras, muito menos das licitações vencidas pela construtora. O empreendimento seria, na verdade, administrado pelo ex-candidato a prefeito de Patos, Dineudes Possidônio.

Dineudes já foi condenado por duas vezes na Justiça Federal em processos oriundos da Operação Recidiva e está preso. A jovem, porém, foi absolvida por não ter se beneficiado com o suposto ‘esquema’. Ela teria apenas ‘emprestado o nome’ porque Dineudes estava com pendências junto a órgãos de crédito.

“As buscas autorizadas no processo n. 0805804-30.2018.4.05.8205 e realizadas na residência de Dineudes Possidônio encontraram diversos documentos relativos à empresa M&M, demonstrando que ela permanecia no âmbito de influência da organização criminosa. Como peças do mesmo esquema criminoso, Millenium e M&M eram administradas de fato pelos denunciados, de maneira que ambas não poderiam concorrer licitamente no mesmo certame público”, relata o MPF numa das denúncias apresentadas à Justiça.

Obras investigadas

Todos os contratos firmados pelas empresas com prefeituras paraibanas estão sendo investigados pela MPF e pela Polícia Federal. No entanto isso não quer dizer que as obras contratadas não tenham sido realizadas em todas as cidades, ou que houve desvio em todos os casos.

A Operação

Até agora a Justiça Federal na Paraíba já publicou quatro sentenças oriundas das investigações feitas pela ‘Operação Recidiva’. Somadas, as penas dos réus já ultrapassam 67 anos de prisão, além de multas. A ação do MPF, feita em parceria com a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União, investiga fraudes em licitações e desvios de verbas públicas nos Estados da Paraíba, Pernambuco, Ceará, Alagoas e Rio Grande do Norte.

Confira a lista das Prefeituras

FONTE: Jornal da Paraíba

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Notícias

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

CAOS NA ‘MORADA DO SOL’: Teto de escola municipal desaba, em Patos

O teto da escola municipal Professor Manoel de Sousa Oliveira, localizada na Rua Sebastião…