Home Educação Prefeito Zezé lança a plataforma virtual “Educa Santa Luzia” para dar suporte à Rede Municipal de Ensino, nesta segunda-feira

Prefeito Zezé lança a plataforma virtual “Educa Santa Luzia” para dar suporte à Rede Municipal de Ensino, nesta segunda-feira

8 primeira leitura
0
0
32

O prefeito de Santa Luzia, José Alexandre de Araújo – Zezé, fará o lançamento da plataforma virtual de aulas on-line “Educa Santa Luzia”, por meio de live na internet, nesta segunda-feira (4), às 11h. Ao lado da secretária municipal de Educação, Fátima Sales, o gestor anunciará as estratégias de implantação do regime, em caráter especial, de Ensino à Distância (EAD), para atender aos professores e estudantes das sete escolas do Ensino Fundamental I e II, bem como da Creche Rui Figueiredo, que compõem a Rede Municipal de Educação.

De acordo com Fátima Sales, diante da suspensão de aulas presenciais como medida restritiva que visa conter a disseminação do novo coronavírus na Paraíba, o regime especial de EAD vai vigorar por todo o período em que as aulas presenciais estiverem suspensas. A implantação da nova plataforma digital tem o objetivo de preservar a aprendizagem e o vínculo das escolas e profissionais de Educação com as famílias e alunos.

“A nossa meta é amenizar o prejuízo dos nossos alunos durante esse período sem aulas, em razão do coronavírus. A ideia da volta as aulas, por plataformas virtuais, já está sendo adotada em vários Estados. E, Santa Luzia sai na frente, ofertando um sistema de salas de aulas eficaz para os alunos”, comentou a secretária, que complementou: “O desafio é, antes de tudo, preservar a relação ‘família e escola, sempre unidas’, pois vamos precisar dos pais para acompanhar se os seus filhos estão realmente usando a tecnologia ofertada”.

TODOS SERÃO BENEFICIADOS

A secretária Fátima Sales explica ainda que o “Educa Santa Luzia” tem por objetivo desenvolver ações que ressignifiquem os processos de ensino e garantam a aprendizagem durante o período do distanciamento social, considerando os diferentes perfis e contextos socioeconômicos existentes no município de Santa Luzia.

A expectativa é de atingir mais de 80% dos alunos regularmente matriculados nas escolas que compõem a Rede Municipal de Ensino. Todas os diretores e professores já estão cadastrados no sistema de aulas on-line, com seu respectivo login. O formato de acesso para os estudantes e pais será detalhado durante o lançamento.

“Após liberado o acesso ao sistema, a rede conseguirá identificar os alunos que não estão sendo atingidos, seja por não ter acesso a um computador, ou a um telefone celular modelo smartphone, ou até mesmo à internet. A partir daí, a Secretaria de Educação fará um novo planejamento, para que possamos entregar o material e as atividades escolares presencialmente, na residência desses alunos. Ninguém será prejudicado”, explica.

FERRAMENTAS UTILIZADAS

A implantação da plataforma virtual de Ensino segue o modelo adotado pelo Governo do Estado, por meio da Portaria nº 418. Durante este período serão implementadas atividades complementares que deverão ser elaborados pelos professores.

O passo a passo para o acesso à plataforma virtual “Educa Santa Luzia” será disponibilizado por meio de hotsite com link no Portal da Prefeitura de Santa Luzia (www.santaluzia.pb.gov.br),  que reúne todas as informações sobre a ferramenta, assim como os recursos educacionais, documentos legais e pedagógicos norteadores, além de promover o contato direto entre estudantes, professores, gestores.

Além da plataforma “Educa Santa Luzia”, também serão utilizados os seguintes recursos:

  • Google Classroom: Trata-se de um aplicativo/plataforma virtual para aulas online, que serão organizadas pelas próprias escolas. Esta ferramenta será incorporada pelas turmas devidamente matriculadas na Plataforma “Educa Santa Luzia”.

COMO VAI FUNCIONAR PARA CADA NÍVEL DE ENSINO

  • Ensino Infantil – Para as famílias dos estudantes da Educação Infantil (Creche Rui de Figueiredo e mais quatro escolas), serão encaminhadas propostas de atividades interacionais e lúdicas, na perspectiva do desenvolvimento e fortalecimento das dimensões afetiva e sócio emocional das crianças.
  • Ensino Fundamental I – A interação com a tecnologia das crianças dessa fase se amplia, mas dada a realidade de que ainda estão em processo de alfabetização e a necessidade de um acompanhamento maior por parte das famílias, optou-se por utilizar uma estratégia semelhante à educação infantil. Para tanto, será feito o encaminhamento remoto de atividades lúdicas e pedagógicas às famílias e aos estudantes.
  • Ensino Fundamental II – Os estudantes matriculados em todas as modalidades dos Anos Finais do Ensino Fundamental II terão acesso às atividades por meio de roteiros de estudo, disponibilizados por meio das salas virtuais disponíveis na Google Classroom, videoaulas, meio físico ou outros.
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Educação

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Hugo Motta consegue escola de R$ 4 milhões para Santa Luzia

O Deputado Federal, Hugo Motta (Republicanos/PB), conseguiu junto a Fundação Nacional de D…