Home Geral MORADORES DE JURU, NO SERTÃO DA PARAÍBA, SOFREM COM DENSA NUVEM DE FUMAÇA TÓXICA DO LIXÃO DA CIDADE

MORADORES DE JURU, NO SERTÃO DA PARAÍBA, SOFREM COM DENSA NUVEM DE FUMAÇA TÓXICA DO LIXÃO DA CIDADE

5 primeira leitura
0
0
474

No início do mês de junho, pelas redes sociais o vereador Álvaro Teixeira (PSB) alertava a população de Juru, no Sertão paraibano, sobre os males causados pelo lixão da cidade, principalmente em decorrência do fogo supostamente ateado pelos vândalos naquele local de disposição final de resíduos a céu aberto, cujos restos ali são jogados sem qualquer planejamento ou medidas de proteção ao meio ambiente e à saúde pública.
No entanto, apesar das cobranças dos nossos leitores, somente um mês após JURU EM DESTAQUE se manifestou a respeito do assunto, em publicação intitulada ‘O LIXÃO NOSSO DE CADA DIA’, postada no dia 12 de julho.
Na ocasião, o blog criticava o descaso da administração municipal com o gravíssimo problema que afeta à saúde dos moradores juruenses, cujos riscos aumentam em virtude da fumaça tóxica produzida pelo fogo ateado quase todas as noites para incinerar restos de animais, material plástico e hospitalar, entre outros.
Um mês, pois, seria mais do que suficiente para que alguma providência tivesse sido tomada pela gestão se tivesse havido algum interesse no pleito apresentado por Álvaro. Todavia, tal assunto sequer mereceu uma audiência pública de iniciativa do Poder Legislativo ou algum debate foi realizado nas quinzenais reuniões dos representantes do povo para solucionar o problema.
Já tendo se passado quase cinco meses do alerta feito pelo operoso vereador Álvaro Teixeira (sem se falar do tom crítico da postagem feita pelo blog), o que se viu até agora foi puro D-E-S-C-A-S-O de uma gestão que ironicamente adotou o seguinte slogan: “NOSSA MAIOR OBRA É CUIDAR DA NOSSA GENTE!”
Diante de tamanho descaso, uma pergunta não quer calar:
‘Cuida’ como, se essa mesma gente além de beber água imprópria para consumo ainda tem que respirar LIXO TÓXICO?
Esse, portanto, foi o ar respirado pelos moradores da cidade de Juru na noite desta terça-feira (30), quando crianças, adultos e idosos, além das pessoas que já se encontram doentes, ficaram expostos aos males causados pela densa nuvem de fumaça dos resídios de alto poder poluidor do ‘LIXÃO NOSSO DE CADA DIA’ .
Embora seja previsto como crime ambiental, a presença do lixão urbano em local inadequado é decorrente do desinteresse e o despreparo da administração municipal para solucionar o problema.
Contudo, vale lembrar que a Constituição Federal estabelece que todos têm direito a um meio ambiente equilibrado, cabendo ao Poder Público e a coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para a presente e futuras gerações.
Já a legislação atual prevê duras sanções aos gestores negligentes, como multa e prisão para os gestores municipais que descumprirem a lei.

 

JURU EM DESTAQUE

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Geral

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Confira as Imagens: Centenas de homens participam do dia ‘D’ de Mobilização do NOVEMBRO AZUL em São José do Sabugi

Durante todo mês de novembro, a secretaria de saúde de São José do Sabugi está promovendo …