Home Notícias Denuncias contra o prefeito Zezé são impugnadas pelo TCE – PB, entre elas a danuncia da “AREA VIP”

Denuncias contra o prefeito Zezé são impugnadas pelo TCE – PB, entre elas a danuncia da “AREA VIP”

7 primeira leitura
0
0
155

Prefeito Zezé tem as contas de 2017 aprovadas por unanimidade no TCE-PB

O prefeito José Alexandre de Araújo – Zezé teve as contas referentes ao exercício de 2017, seu primeiro ano à frente da Prefeitura Municipal de Santa Luzia (PMSL), aprovadas por unanimidade pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), na tarde desta quarta-feira (11). A aprovação das contas confirma o compromisso do gestor municipal com o respeito à Constituição, à legalidade dos atos, a boa aplicação dos recursos públicos, o controle e a transparência da gestão.

Durante a leitura do voto em plenário, o relator da matéria, conselheiro André Carlo Torres Pontes, reconheceu que a PMSL superou a aplicação dos índices constitucionais e legais na Saúde, na Educação, e também confirmou que os gastos com folha de pessoal estiveram, no referido exercício, abaixo do que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), bem como os repasses do duodécimo à Câmara Municipal foram feitos regularmente e dentro do prazo, o que demonstra o respeito à autonomia do Poder Legislativo.

O procurador do Ministério Público de Contas também reconheceu, por meio de sustentação oral, “que o município apresenta em algumas áreas excelentes índices, a exemplo da ausência de registro na auditoria do inadimplemento previdenciário, que seria um motivo de reprovação das contas, bem como ausência do registro de excesso de gasto com pessoal”.

O prefeito Zezé acompanhou pessoalmente a aprovação do processo de contas, em plenário, ao lado do vice-prefeito Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega – Chicão; do seu chefe de gabinete, Valdomiro Pereira; e do advogado municipalista Johnson Abrantes, que fez a defesa técnica do gestor.

“Agradeço essa vitória primeiramente a Deus, em seguida, a todos os servidores municipais, indistintamente, pelo trabalho e empenho em nos ajudar a fazer uma gestão responsável. O reconhecimento pelos bons índices da gestão só demonstra o efetivo compromisso com a melhoria da qualidade dos serviços essenciais que a sociedade espera do Poder Público, como Saúde e Educação. Dedico esta importante vitória ao povo de Santa Luzia. A aprovação das contas é o atestado da capacidade, honestidade e da transparência com a administração”, comentou Zezé.

DENÚNCIAS IMPUGNADAS

Ainda durante a leitura do voto, o conselheiro André Carlo Torres Pontes impugnou denúncias apresentadas contra a gestão do prefeito Zezé, referente ao exercício de 2017. Duas delas trataram sobre a contratação de empresas para a coleta e descarte de resíduos sólidos, e de assessoria administrativa, contábil, jurídica e de treinamento. “Em nenhum momento se questionou a realização ou não de tais serviços públicos pela edilidade. (…) como se observa, não há elementos robustos em mira da glosa das despesas aqui mencionadas”, disse o relator.

ÁREA VIP

Outra denúncia impugnada pelo conselheiro foi referente ao chamamento público 003/2017 para selecionar permissão de uso onerosa de espaço público, objetivando instalação de área vip nos festejos juninos de Santa Luzia de 2017. “Cabe destacar que a referida denúncia merece ser reconhecida, mas, no mérito ela é improcedente”, disse o André Carlo Torres. “Poderia [a Prefeitura Municipal] ter feito diretamente [a Área Vip], mas oportunizou a quem interessar possa. A modalidade de chamamento público deu ampla oportunidade, mas apenas uma empresa participou”, explicou.

O conselheiro ainda rejeitou a acusação imposta na denúncia sobre ato de improbidade administrativa cometida pelo gestor, devido a suposto enriquecimento ilícito da empresa vencedora do certame referente a área vip.

“Não se vislumbram elementos suficientes, robustos, para se afirmar que houve um prejuízo a administração pública, nem que tenha havido cometimento e ato de improbidade por parte do gestor responsável. Portanto, tem-se que a presente denúncia é improcedente”, concluiu André Carlo Torres, para determinar, em seguida, a aprovação das contas, tendo o voto seguido por todos os demais conselheiros.

ASCOM

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Notícias

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Jovem de 19 anos é morto com tiros na cabeça em Patos

Um jovem de 19 anos foi assassinado no Conjunto Mutirão, região sul de Patos. De acordo co…