Home Internacional Ofensas de Trump tornam ataque contra os EUA inevitável, diz chanceler norte-coreano

Ofensas de Trump tornam ataque contra os EUA inevitável, diz chanceler norte-coreano

3 primeira leitura
Comentários desativados em Ofensas de Trump tornam ataque contra os EUA inevitável, diz chanceler norte-coreano
0
60

Durante seu discurso em frente a Assembleia Geral da ONU, Ri Yong-ho declarou que as ofensas de Trump contra Kim Jong-un provocarão um ataque com mísseis contra os Estados Unidos.

O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-ho, declarou neste sábado (23) que as ofensas do presidente dos Estados Unidos Donald Trump contra o presidente norte-coreano Kim Jong Um, tornaram um ataque com mísseis contra os EUA “inevitável”.

“Devido a sua falta de conhecimento comum básico e sentimento adequado, ele tentou insultar a dignidade suprema do meu país ao se referir (a Kim Jong-un) como um “homem-foguete“ afirmou Ri Yong-ho. Trump chamou o ditador norte-coreano de “homem-foguete” repetidas vezes, inclusive durante seu discurso na Assembleia Geral da ONU.

Além de ameaçar um ataque missilíssimo, Ri Yong-ho declarou que Trump está em “uma missão suicida” e que Pongyang vai fazer de tudo par aquele enfrente as consequências de suas palavras.

“Trump está transformando as Nações Unidas em um ninho de gangsters onde somente o dinheiro é respeitado e o derrame de sangue é cotidiano”, declarou Ri.

Para o chanceler norte-coreano, Trump sofre de “um trastornado mental que está repleto de megalomania”. O próprio povo americano acha que ele é um “comandante malvado”, um “rei mentiroso”, disse Ri, que esclareçeu como é uma “esperança desesperada” acreditar que a Coreia do Norte será abalada em um só centímetro ou que mudará sua posição por causa das sanções econômicas mais duras aprovadas pela ONU.

“Através de uma luta longa e árdua, estamos finalmente a poucos passos do objetivo final de conclusão do programa nuclear”, disse Ri, salientando como a Coreia do Norte ” não precisa do reconhecimento de ninguém de seu status de potência nuclear”

Ri acusou o Conselho de Segurança da ONU de ser “não democrático” e “injusto” com a Coreia do Norte, e de produzir “resoluções com padrões diferentes de legalidade”, dependendo do país envolvido.

G1

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Internacional
Comentários estão fechados.

Veja Também

Coreia do Norte diz que EUA está no alcance de armas nucleares

A Coreia do Norte disse ter testado com sucesso um novo míssil balístico intercontinental …