Home Política LARANJA? Paraibana que recebeu meio milhão do PT e R$ 150 mil do PROS, obteve apenas 737 votos para deputada estadual

LARANJA? Paraibana que recebeu meio milhão do PT e R$ 150 mil do PROS, obteve apenas 737 votos para deputada estadual

3 primeira leitura
0
0
331

Malu nunca disputou uma eleição, mas já na primeira campanha, abocanhou R$ 650 mil reais do fundo eleitoral; meio milhão do PT, mais R$ 150 mil do PROS, seu partido. O mais curioso é que ninguém viu campanha da candidata nas ruas de João Pessoa, seu “reduto eleitoral”, com 452 votos.

Mesmo assim, Malu Vinagre, que é irmã do ex-deputado federal André Amaral, declarou ter gasto R$ 209 mil com “atividades de militância e mobilização de rua”.

Apenas para fazer um comparativo, o deputado estadual Anísio Maia, que obteve 23 mil votos, gastou míseros R$ 116 mil em toda a campanha. Ou seja, apenas o custo que Malu Vinagre teve com “atividades de militância e mobilização de rua” daria pra bancar a campanha de Anísio e ainda sobraria troco.

Outro curiosidade, Malu Vinagre gastou R$ 40 mil com consultoria jurídica, sendo R$ 30 mil para Mayara Rangel Nascimento Sociedade de Advocacia e R$ 10 mil Johnson Abrantes – Sociedade de Advogados.

É inimaginável que uma candidatura proporcional tenha tanta demanda jurídica numa eleição. Nem candidatos a prefeito das médias e pequenas cidades paraibanas gastam tanto. E olhe que a demanda jurídica é bem maior numa eleição majoritária.

A justiça eleitoral precisar agir com rigor!

Estamos falando de dinheiro público, impostos do trabalhador brasileiro. O financiamento público de campanha é necessário, pois dá chance de competição aos candidatos menos abastados. Se não fosse o financiamento público, a democracia estaria nas mãos do capital, viraria uma “dinheirocracia” e o povo trabalhador não teria a mínima representação no poder executivo e legislativo.

O fundo eleitoral já é mal visto pela sociedade, e com exemplos assim, estaremos alimentando o discurso pelo fim do fundo eleitoral.

FONTE: Polítika por Alan Kardec

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Política

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Deputada quer fazer Netto Lima prefeito de Santa Luzia

O vereador Netto Lima (MDB), surge como um dos nomes mais cotados para disputar a prefeitu…