Home Internacional GUERRA: Rússia ameaça guerra aos EUA contra ataques na Síria

GUERRA: Rússia ameaça guerra aos EUA contra ataques na Síria

4 primeira leitura
0
0
100

Embaixador russo já deixou claro que haverá guerra contra EUA se a Casa Branca atacar a Síria

O embaixador russo na ONU, Vasyl Nebenzia, alertou nesta quinta-feira (12) que há risco de guerra entre seu país e os Estados Unidos se a Casa Branca decidir lançar um ataque contra a Síria.

“Não podemos excluir nenhuma possibilidade, infelizmente, porque vimos mensagens saindo de Washington que são muito belicosas”, afirmou o embaixador a jornalistas na sede da ONU, em Nova York. A informação é da EFE.

Para o diplomata russo, a prioridade imediata é evitar o risco de guerra. Por isso, ele pediu que os EUA e seus aliados não utilizem a força contra a Síria.

Perguntado se essa guerra pode colocar os americanos contra os russos em uma guerra direta, Nebenzia disse que a hipótese não pode ser descartada porque há militares russos na Síria e existe um grande risco de escalada do conflito.

“Eles sabem que estamos lá. Eu gostaria que tivesse diálogo pelos canais apropriados para evitar qualquer acontecimento perigoso. A situação é muito perigosa e queremos deixar isso claro”, disse Nebenzia ao término de uma reunião no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O encontro foi convocado pela Bolívia para discutir as ameaças feitas ontem pelo presidente dos EUA, Donald Trump, que ontem avisou à Rússia para se preparar para o lançamento de mísseis contra a Síria, em represália por um suposto ataque químico na cidade de Duma na semana passada.

Os EUA acusam o regime do presidente da Síria, Bashar al Assad, aliado do Kremlin, de ser responsável pelo ataque.

Nebenzia defendeu hoje que a mera ameaça de um ataque por parte dos Estados Unidos é uma “clara violação” da Carta da ONU.

“Esperamos que haja um ponto de retorno e que os EUA e seus aliados desistam de uma ação militar contra um Estado soberano”, indicou.

O embaixador russo nas Nações Unidas disse ainda que seu país pediu uma nova reunião do Conselho de Segurança para analisar com o secretário-geral da ONU, António Guterres, as tensões na Síria. Ainda não há data para o encontro, mas Nebenzia acredita que ele será realizado em breve.

 

fonte: O TEMPO

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Internacional

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Gleisi Hoffmann é detonada na TV árabe, após dizer que Lula é vítima da Justiça no Brasil

A TV árabe exibiu uma reportagem detonando a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), logo após a…