Home Destaque “Estrondo” ouvido em várias cidades do seridó, foi causado por aviões militares estrangeiros que participavam do treinamento Cruzeiro do Sul

“Estrondo” ouvido em várias cidades do seridó, foi causado por aviões militares estrangeiros que participavam do treinamento Cruzeiro do Sul

4 primeira leitura
0
0
930

Segundo a Força Aérea Brasileira, através de e-mail enviado a redação do Sertão em Destaque, o “estrondo” que virou assunto na manhã de hoje nas redes sociais, realmente fazia parte da operação Cruzex 2018, eram caças supersônicos que estavam fazendo manobras em velocidades supersônicas e em “baixa” altitude na região de Caicó – RN. Segundo comentários em algumas redes sociais, o “estrondo supersônico” deu para ser ouvido de cidades como Ouro Branco – RN, Jardim do Seridó  RN, Carnaúba dos Dantas – RN, São José do Sabugi – PB e Santana do Seridó RN.

Veja a nota:

A Direção do Exercício Cruzeiro do Sul (CRUZEX 2018), em nome da Força Aérea Brasileira, informa que nesta sexta-feira (23/11), por volta das 10h45, aeronaves participantes em missões de treinamento romperam a velocidade do som, na região de Caicó (RN).

As aeronaves estavam a cerca de cinco km de altura, cumprindo todos os procedimentos de segurança previstos para essa manobra de treinamento, não havendo qualquer risco para a população local.

Conforme amplamente divulgado para a população do Rio Grande do Norte, incluindo o município de Caicó e os arredores, o exercício Cruzeiro do Sul é um exercício multinacional, envolvendo Forças Aéreas estrangeiras, que busca fomentar o treinamento das tripulações dos países envolvidos, com foco especial, na segurança dos voos e da população local.

Algumas aeronaves estrangeiras que estão participando da Cruzex 2018 conseguem fazer voos supersônicos, a exemplo disso os jatos  F-16 do Chile e dos EUA e os Mirage 2000 do Peru.

Mirage 2000 (Peru)

 

Caça F-16 (EUA)

Um avião supersônico é capaz de alcançar velocidades maiores que a do som, ou seja mais de 1234,8 Km/h (Mach 1). O F-16, por exemplo, é um caça que consegue alcançar 2 vezes a velocidade do som – Mach 2.05 (2,175 km/h). Quando essas aeronaves atingem a velocidade do som, é o que chamamos de quebrar a barreira do som, e causa um estrondo (estrondo sônico) som associado às ondas de choque criadas por um objeto viajando através do ar com uma velocidade maior que a do som. Estrondos sônicos geram uma enorme quantidade de energia sonora, soando muito similares a uma explosão. Hoje, quando esses caças atingiram a velocidade de som, estavam bastante baixos, e o som chegou até a “abalar” o chão.

 

Sertão em Destaque

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

RESULTADO DA ENQUETE: Internautas escolhem Letinha como a vereadora mais atuante de 2018 em São José do Sabugi – PB.

Vereadora Paulinha se manteve em 2º lugar Com 31,8% da preferencia, os internautas do Sert…