FALTA DE VOTOS NÃO FOI – VEJA POR QUE MESMO SENDO BEM VOTADOS ELES NÃO CONSEGUIRAM UMA VAGA NA CÂMARA DE SÃO JOSÉ DO SABUGI


Algo que ficou claro nessas eleições municipais de São José do Sabugi – PB é que o povo do município está buscando renovação na câmara de vereadores, isso por que os 3 únicos novos candidatos que realmente entraram na disputa tiveram mais votos do que alguns que buscavam  reeleição.

Nas eleições deste ano em São José do Sabugi surgiram 3 novos nomes: JUNIOR GALVÍNCIO, MINEIRO E TONY DOMICIANO, desses apenas JUNIOR GALICÍNIO conseguiu se eleger com 206 votos, porém falta de votos não foi o motivo dos outros dois não terem conseguido uma vaga.

Um dos exemplos é TONY DOMICIANO (PSDB) que foi o 5º mais bem votado da eleição com 273 votos, teve mais votos que Valdira, Dr Makson, Cássio, Júnior Galvincio e Osmar que conseguiram se eleger.

Isso aconteceu devido o Sistema Proporcional de Eleição. Como o PSDB não atingiu o Quociente Eleitoral, o partido não terá nenhuma vaga na câmara.

O Vereador Mineiro também foi bem votado, ficando na 10ª posição, ficando na frente inclusive de Osmar, porém, pelo mesmo motivo de Tony, também não conseguiu uma vaga, as 9 vagas foram conquistadas pelo Democratas, e os 9 mais bem votados do DEM foram eleitos vereadores. 

Uma coisa é certa, se nas próximas eleições os novos candidatos estiverem no partido certo, no momento certo, muitos dos atuais vereadores poderão perder seu lugar na Câmara de São José do Sabugi.

VEJA COMO FOI A VOTAÇÃO PARA VEREADOR EM SÃO JOSÉ DO SABUGI PB:

  1. LETINHA 428 VOTOS (ELEITO)
  2. PAULINHA 350 VOTOS  (ELEITO)
  3. JOELSON 303 VOTOS (ELEITO)
  4. P ANDRADE 302 VOTOS (ELEITO)
  5. TONY DMOICIANO 273 VOTOS
  6. VALDIRA 269 VOTOS (ELEITO)
  7. DR MKSON 252 VOTOS (ELEITO)
  8. CÁSSIO 220 VOTOS (ELEITO)
  9. JR GALVÍNCIO 206 VOTOS (ELEITO)
  10. MINEIRO 204 VOTOS
  11. OSMAR 184 VOTOS (ELEITO)
  12. ZÉ VIGIA 157 VOTOS
  13. NALVA 32 VOTOS
  14. DALVACI 3 VOTOS
  15. MARIA 2 VOTOS
Para entender como o cálculo do Quociente Eleitoral e como é feita a distribuição de cadeiras na câmara, é só [CLICAR AQUI].

A lógica do sistema proporcional, é possibilitar que todos os partidos tenham ao menos uma cadeira no parlamento. Assim, se um candidato sozinho tem poucos votos, mas se somado com os votos de todos os outros candidatos do mesmo partido que o seu, eles tenham um número considerável de votos, ao menos um deles poderia ser eleito.

SERTÃO EM DESTAQUE

 

Postar um comentário

0 Comentários